Páginas

domingo, 30 de setembro de 2012

POP ART ... DA BOA !


                       
                            Arte...Que impulsiona os Sonhos e alimenta a Vida...


                                                         Arte: D´Jane Silper
                                                     Itanhanhém - BA, Brasil


sábado, 29 de setembro de 2012

VIDAS PASSADAS....Evidências de lembranças de vidas passadas em crianças

Assista o Vídeo e tire Sua Conclusões.

Esse caso foi estudado no Mundo Inteiro,

a Riqueza de detalhes que a criança fornecia

impressionou médicos e cientistas da Época,

e seus próprios pais, pessoas cultas e céticas.



sexta-feira, 28 de setembro de 2012

VOU DE BIKE ...

                             
                                                            VOU DE BIKE ...

                         
                                      Arte e Ilustração de Mike Joos

                        O artista gráfico Mike Joos, ilustrou uma série,  onde os super-heróis desfilam poderosos em suas bikes.
                     Como  Peter Parker é na vida " real ", um adolescente    tímido e magricela, o considero o paradoxo perfeito de onde as teias da imaginação podem nos levar.
                     Se é assim...pedala aí moleque ! 

  

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

NÈON


             NÉON

                                                                         
                                        Subi a encosta
                                                                                     do alto, deserta...
                                                                a cidade oscilava
                                                                em brumas e brancos
                                                                 na  noite  desperta.

                                                           Lá embaixo as luzes
                                                     
  qual rio indeciso
                                                                      brilhava nos becos
                                                                                   calçadas e trilhos...


                    Em góticos cristos

                     gemiam os sinos ,                                                                    choviam meninos
                                                                               de  mãos estendidas.


                   Silencio! Olhos atados !                                            
                                                                        Preces imolam o chão desolado!
                                                                   corpos ofuscam na sombra afluente
                                                                     o medo estreito,de almas e gente
                    
                    fracamente iluminado.                                                                              
                                                                        
                  Cascatas de sangue e fome,
                                                         serpenteiam ao  luar
                                                              de  néon carmim.
                                                    
A noite em chamas

 lascera em lamentos,
                                                                  gargantas cortadas
                                                         clamando por mim.

.......... 
  
 Silêncio!  

                                    (suian moreira)  






                                              

               

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

O TEMPO E OS HOMENS




                                       "   Teus séculos se sucedem uns aos outros, 
                                        aperfeiçoando uma pequena flor do campo. 
                                          Nós, porém, não temos tempo a perder..."
                                                                                           
                                                                                          ( Tagore)


segunda-feira, 24 de setembro de 2012

QUERO SER MONGE !





        

 

DO MEU ESCRITOR PREDILETO



                  " Não creio ser um homem que saiba. Tenho sido sempre um homem que busca, mas já não busco mais nas estrelas e nos livros: começo a ouvir os ensinamentos que meu sangue murmura em mim. "

                                             (Hermann Hesse)



domingo, 23 de setembro de 2012

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

É PRIMAVERA AFINAL !

                                                               É PRIMAVERA  !



"neste botânico setembro,
que pelo menos  você plante
com eufórica emoç
ão ecológica
num pote de plástico
uma flor de retórica" !
 

(carlos drummond de andrade)


quinta-feira, 20 de setembro de 2012

SE ORIENTE RAPAZ !


                                                              Arte by André Letria



                                                          SE ORIENTE RAPAZ !

                              "O Sábio lê livros, mas também lê a vida "  
                                                                                  (Lin Yutang)

                                           

ZÔO

                                                          Imagem e  Arte by Craig Tracy

                                                                            ZÔO

                                                                 No parco espaço
                                                     de  mato escasso,                                           
                                                            brinca
                                                     a verde saudade
                                                          nos olhos
                                                      do leopardo.
                                                                                                
                                                                                                        (suian moreira)



terça-feira, 18 de setembro de 2012

VERDE PRA ESFRIAR

                                                     VERDE PRÁ ESFRIAR        
        
                                          Nunca vi tanta gente falando, proclamando e cuspindo Ecologia e Meio Ambiente como agora. É claro que o tema é no mínimo necessário (senão vital) no pandemônio instalado
em nosso século -  onde o consumismo alucinado, a industrialização e  urbanismo caótico são os pilares do  desenvolvimento.
                                         Mas o que tenho observado, na prática, é uma galera bancando a moderninha , panfletando sustentabilidade e levando o cachorro prá cagar no quintal do vizinho.
                                        É amados, o nome disso como vocês bem sabem, é  discurso vazio. E não falo só dos sem-noção, mas de empresas , esferas públicas e sociedade em geral.
                                         Como hoje é sexta-feira, dia internacional da esbórnia , não devo me alongar muito. Só vou riscar o fósforo, e que o próximo lance a pólvora - e se puder,  uma dinamitezinha  por favor.
                                        RECICLE, RECICLE, RECICLE...É um tal de mandar recliclar o lixo, os utensílios, as garrafas, os recursos... e a gente obedece feliz. Ôba tô fazendo a diferença para não entulhar o Planeta !  Meu netinho não vai ser consumido pelas erupções solares! Camada de ozônio - vem cá minha linda....Mas cadê a porra da contrapartida que não funciona nem meio porcento em relação à gritaria ?
                                        Vejamos :
                                       O lixo eu amarro direitinho, tudo separado - e cadê uma coleta séria, dia certo como a morte ? Ah...aí o caldo engrossa...  Confira as estatísticas, e verá que as Prefeituras não dão conta nem do lixo zoneado, quanto mais dos bonitinhos !!!
                                      Aparelhos domésticos são descartados feito bosta :  microondas, celulares, TVs de bunda grande, carros, mobília - descarga abaixo, ninguém quer saber de consertar nada, nem quer ficar à margem das maravilhas tecnológicas .No capitalismo selvagem não há incentivo nem solução para isso. A Lei Divina da Economia Moderna é compre, consuma, troque por um modelo fabuloso, pague um e leve dois.
                                     Máquinas cuspindo mais  máquinas, montagens. inssumos e  durabilidade , tudo à jato, descartável. Sua satisfação garantida até o próximo ano e seu dinheiro de volta (pro bolso deles).E o ciclo alucinado recomeça.
                                    Encontrei ontem,  meu ex professor de yoga, sessentão na ativa,  ambientalista, ativista cultural, pregador da simple life, não fuma, não bebe, num nada.Quase um Buda prá mim, O cara vinha levitando porque tinha acabado de comprar  uma TV  Led 54 polegadas. "Preciso assistir aulas de atualização " , explicou.
                                 Pensei comigo : aula porra nenhuma, esse gaiato vai é ver "Bonanza" no TCM, sei que ele gosta. E tem todo direito, é lógico, eu também não vivo sem meus menus.
                                 No encontro do Partido Verde deste ano, quase fui expulsa por causa de um ataque de riso na hora errada. Explico : duas palestrantes de fama considerável, sentaram-se à mesa do jardim comigo para uns drinks. Eu quieta e elas disputando quem falava mais bonito sobre as decisões verdes. A certa altura comecei uma crise de riso interna, que não pude reprimir e tornou-se uma convulsão de gargalhadas, onde quase me mijei.Uma atropelava a outra:
                               -- Para mim, o meio ambiente é sagrado ! - bradava uma
                               -- Eu tenho os rios e as matas correndo  nas veias.Você sabia que meu avô era índio ? -retrucava a outra.
                               E enquanto isso, fumavam e bebiam feito loucas,  o fumacê subia num cogumelo igualzinho as fotos da Bomba Atômica, e condensavam a árvore acima de nós, numa atmosfera de filme de terror.
                              Tentei disfarçar o impulso,  quis me levantar mas já era tarde : ondas gigantescas de riso esparramado me sufocaram.Explodi já me despedindo,  elas me olharam como se eu fosse um E.T. 
                             Daí eu ria mais ainda, tentava conter o acesso, pedia desculpas meio sem fôlego e continuava a rir.  As sustentáveis queriam explicações , e quase forçada, apontei para a árvore que mais parecia uma chaminé.Tudo no bom humor ...
                            Mas não teve jeito  : fui educadamente despachada  porta afora.
                              E rindo !



segunda-feira, 17 de setembro de 2012

CURTINDO A VIDA ADOIDADO

                                                Imagem de  Resim  &   Fotograf  
 
                                 curtindo a vida adoidado 



 

sábado, 15 de setembro de 2012





Bolo Gelado de Coco

Massa pronta de bolo de coco
Recheio:
1 litro de leite
3 gemas (reserve as claras)
1 lata de leite condensado
5 colheres de sopa de amido de milho
100g de coco ralado
Cobertura:
3 claras em neve
1 lata de creme de leite
1 colher de sopa de açúcar

Modo de Preparo:

Faça o bolo de caixa conforme as indicações da embalagem e reserve.
Coloque em uma panela, o leite, as gemas, o leite moça e a maisena.
Faça um mingau, apague o fogo e acrescente a metade do coco ralado.

Cobertura:

Bata as claras em neve  rapidinho, acrescente o açúcar e o creme de leite.

Montagem:

Esfarele o bolo e divida em duas partes. Pegue a metade e espalhe num pirex grande, pressione com uma colher, cubra com a metade do recheio, coloque em cima do recheio o restante do bolo e termine com o recheio.
Por cima do recheio coloque a cobertura e finalize salpicando o restante do coco ralado.
Leve a geladeira por 3 horas.
FICA DIVINO !!!

PUDIM DE LEITE DIFERENTE



           Ingredientes
  • 4 ovos
  • 2 latas de de leite condensado
  • 1 lata de creme de leite sem o soro
  • 1 lata de leite fervido (utilize a medida do creme de leit
  •  
  •  Como Fazer 
  • Bata tudo no liquidificador .
  • Coloque na forma de pudim caramelizada com calda de açúcar e leve ao forno em banho-mariaver vídeo de 40 minutos a 1 hora, conforme for o seu fogão.
  • Teste com o palito, se sair limpo, estará pronto.
  • Deixe enfriar e leve a geladeira por 4 horas.
  • Desenforme e sirva !

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

MORANGO PARA MEMÓRIA...UAU !




MORANGO ... ALIADO  CONTRA  O  ESQUECIMENTO!

Segundo um estudo da Universidade de Harvard (EUA) ao consumir 1 (uma) xícara da fruta por semana, é possível reduzir em 2,5 anos a perda de memória. A explicação? A fruta tem antocianina, que ajuda a preservar o cérebro.Veja mais no site abaixo :

http://beslimbrasil.com.br/


quinta-feira, 13 de setembro de 2012

CHUTANDO O BALDE

  
                                          
                                                            CHUTANDO O BALDE
         
                                       "O RAPAZ COMEÇOU A INVEJAR A LIBERDADE DO VENTO...
                                         E PERCEBEU QUE PODERIA SER COMO ELE
                                         NADA O IMPEDIA, EXCETO ELE PRÓPRIO  "
                                                             
                                                                      (Paulo Coelho em "O Alquimista" ) 

                         Fico sem entender como algumas pessoas se violentam fazendo coisas que , claramente não desejam fazer. Aqui mesmo, bem perto de mim, vive uma mulher ruiva, bonita,bem de vida e na flor da idade  - como dizia minha avó. Fique claro que nos dias atuais, essa flor é um bouquet onde estão reunidas as balzaquianas , as quarentonas e as jovens avós cinquentonas ou sexagenárias.
                       A mulher em questão, é uma dessas adeptas da geração saúde, com um corpo malhadão, idade indefinida. vestida pelas griffes esportivas mais badaladas e  pulsos bronzeados com braceletes de prata . 
                      Além da academia que consome suas madrugadas - sim, amados, para mim, seis ou sete horas da manhã tanto faz,é madrugada ainda , e não consigo compreender porque a humanidade insiste em acordar tão cedo ( se é tão bom rolar na cama à-toa, pensando em como é bom ficar à-toa). Para mim, isso só se justifica por um único e grave motivo: ter que ir trabalhar para garantir o minguado pão diário.Fora isso, é camisa de força !
                     Mas o caso é que depois da malhação exaustiva, essa pobre criatura deve jogar uma água no sovaco ou tomar um banho rangendo os dentes de pressa,  porque sai rápido de casa, desta vez rumo ao tão nobre trabalho. Êpa ! Eu disse trabalho ? Então retifico : ao PRIMEIRO trabalho, pois conforme a própria atleta suicida me confessou, tem três . Três !  
                    Ave Maria, mangalô cruz credo, bate na madeira -  que só de ouvir já me deu 
taquicardia. Um trabalho só já é mortal, imaginem três. Pois a gostosona faz essa maratona de segunda à sexta, dito pela própria.Acorda às 5:30h e "consegue" parar lá pela meia noite !
                    Quando ouvi esse relato, fechei rápido os olhos e me imaginei em seu lugar.Tive a visão cósmica que em apenas cinco dias no corpo dela , e eu estaria na  U.T.I. vegetanto para todo o sempre.Disfarçando meu horror, perguntei se após essa jornada, ela desmaiava o fim de semana todo. 
                   - Quem me dera ! - foi sua resposta. Nos fins de semana, tenho vários compromissos agendados. Durante a semana não tenho tempo prá nada, então sobra tudo para resolver sábado e domingo...
                  O quê ? Ainda tinha mais compromissos final de semana ? E e eu descobri , amados, que era tudo agendado mesmo : coisas "urgentes" acumuladas e escritas no papel .Visitar os pais, ir ao mercado, fazer unha, cabelo, ligar para as amigas, finalizar pendências dos trabalhos...
                  Até  lazer constava da lista como obrigação, pasmem!               
                  A existência era compactada numa infinidade de itens para manter a vida social e laboral alucinante. Santíssimo, não sei como resisti ouvir tudo aquilo sem dar -lhe umas bordoadas.Mas lembrei que todo mundo é livre, até para decidir ser escravo:as escolhas estão aí para isso.
              Fim de papo : tudo estaria bem se nossa SuperRuiva estivesse feliz com isso Mas , para minha surpresa, descobri que ela era uma vítima de si mesma. Com olhos muito arregalados, 
 respiração ofegante e as mãos trêmulas , bateu à minha porta ontem à noite. E como precisasse 
do telefone de um serviçal do bairro, acabou revelando as mazelas de seu desespero : não aguentava mais malhar, estava um caco, não dormia bem há meses, a gastrite doía,odiava dois dos três empregos, e não tinha mais vida pessoal. A essa altura, nossa heoína desabou e começou a chorar feito criança.
              Minha reação :
              -- Você já pensou em chutar o Balde ?
              --  Já... já - soluçou . Mas não posso : tenho dívidas, compromissos, satisfações a dar...Mas estou a ponto de enlouquecer!
              Mais um cafèzinho e ela perguntou :
              -- O que você faria no meu lugar ?
              Amados, foi ela quem perguntou ! Então eu tive que responder:
              -- Bom, da Academia eu simplesmente desaparecia.
              Ela arregalou os olhos mais ainda .
              -- É mesmo ?
              -- É mesmo, respondi. Se alguém ligasse prá saber de mim, eu diria que estava com um parente terminal e encerrava o assunto. SE alguém ligasse.
              O rosto dela se iluminou.
              -- E o resto ? -  quis saber
               -- Idem com batata frita. Pedia demissão dos dois trabalhos que não gosto e de maneira curta e grossa. Falava até a mesma coisa prá não precisar inventar outra histórias : parente terminal e ponto final : "Não posso nem cumprir aviso prévio". Eu, nem lá ia. Mandava uma carta de demissão por e-mail e que se foda a cara do chefe.
               Ela desatou a rir e então contei que fiz isso no meu último emprego. Trabalhei sete dias, o povo me adorando, mas eu detestava, então deixei um bilhete de demissão. Um texto lindo e querido que dizia "goodbye".
              -- E o que aconteceu ? quis saber ela.
                  Abri os braços :
              -- Nada ! - sorri. Estou aqui  dura,  e muito feliz  hehe! 
              -- Mas e minhas contas ? - a essa altura ela já torcia as mãos feito criança, prestes a aprontar uma arte (das boas).
                  Respondi :
              -- Dá beiço. Os grandes banqueiros, o governo e os empresários fazem isso o tempo todo. Vá pagando os menores como puder - e os grandes ,  faça como eles : devo não nego, pago quando puder... Sua saúde é mais importante. Tem muita coisa no seu nome ?
              -- Nada - ela retrucou quase em êxtase.
              -- Então, chuta o Balde.
             ...................................................................................
                
              Hoje às dez da manhã, a vi regando as plantas, sorrindo e ainda de pijamas.

              Ai Meu Deus ! Prá quê ela foi me perguntar tudo aquilo ??? 

                                                                                       (Suian Moreira)

             
              -- 
                    

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

INSÕNIA

  
  INSÔNIA

Quando a noite vem, 
e ainda é dia,
adio o sonho 
para amanhecer poesia ..."

                    (Suian Moreira)











TARDE NUBLADA...


                                                    Imagem : Arte de Keith Haring   

                                                         POEMA AOS AMANTES                                                    
                                                                   ( E.E. Cummings)


                                               À atemporalidade e ao tempo igual,
                                                  o amor não tem início nem final:
                                                se nada andar nadar nem respirar
                                               o amor será o vento a terra e o mar !


                                                           (amantes sofrem? 
                                                                cada deus
                                                             lhes veste a pele 

                                                          com mortal vaidade:
                                                          amantes são felizes?

                                                      seu querer cria universos 
                                                          ao menor prazer )
                                                           
    
                                          amor é a voz por trás do que se cala,
                                           esperança que o medo não cancela:
                                           força tão forte que nem força abala:
                                          verdade antes do sol e além da estrela...


                                                       – amantes amam? 
                                                   ora, o tolo e o esperto
                                                que preguem céu e inferno

                                                         e tudo é certo...


                                                  (Traducão : Gil  Pinheiro)

LACUNA





Na paisagem de agora,
tudo demora
até você...

Um pássaro pousa
suavemente
sobre as coisas

Vem me contar
dos dias vazios
vividos
a te esperar. 


(suian moreira)



segunda-feira, 10 de setembro de 2012

APOCALYPSE NOW


                                             
                                                        "OS HOMENS OCOS"
                                                                                       ( T. S. Eliot)


                                                     "Nós somos os homens ocos
                                                         Os homens empalhados
                                                       Uns nos outros amparados

                                                         O elmo cheio de nada.
                                                              ... Ai de nós!


                                                        Nossas vozes dissecadas

                                                     Quando juntos sussurramos,
                                                       São quietas e inexpressas
                                                     Como o vento na relva seca,
                                                     Ou pés de ratos sobre cacos
                                                     Em nossa adega evaporada.

                                                   Fôrma sem forma, sombra sem cor
                                                   Força paralisada, gesto sem vigor ...
                                                    ..........................................................

                                                     É assim que acaba o mundo
                                                     É assim que acaba o mundo
                                                     É assim que acaba o mundo
                                               Não com estrondo, mas com um suspiro..."