Páginas

sexta-feira, 20 de março de 2015

CROP CIRCLES : UMA INTERPRETAÇÃO PECULIAR ...

 






“MUITO EM BREVE, ELES SERÃO CAPAZES DE FAZER UMA MATERIALIZAÇÃO TOTAL E SURGIRÃO EM NOSSA REALIDADE”, DIZ O DOCUMENTO
Todos já devem ter ouvido falar de uma série de relatos secretos que o documento “Projeto Planeta Azul” contém e que acabou vazando por pessoas anônimas. Isto foi relatado, inclusive, em um canal de televisão não-free. Achei interessante, dentro deste documento, o assunto dos círculos das plantações e exponho aqui o que diz na íntegra:
“A melhor maneira de entender os chamados fenômenos de cultura(círculos que aparecem nos campos), é por exemplo o seguinte: (FOTO 1)
Nós, o povo da Terra, existimos na 3ª dimensão, porque os nossos átomos têm uma frequência específica que nos torna capazes de existir na 3ª dimensão. Esta frequência específica é estável o suficiente para toda a nossa vida.
Uma ideia rápida de dimensões nos diz: (FOTO 2)
Essa é a ideia por trás do conceito do multiverso, não apenas um universo, mas um número infinito de universos paralelos. Usando matemática para fazer uma simplificação desse conceito, nos diz que não há limites de número maior ou menor que existem. É impossível entender esses números como é impossível imaginar a extensão de possibilidades do Multiverso.
Se somos capazes de acelerar ou desacelerar as frequências para tornar-nos capazes de existir na 3ª dimensão, podemos saltar para a 5ª Dimensão, ou o Multiverso.
Para entender essa ideia melhor, tente pensar que tudo isso é apenas como ouvir um aparelho de rádio. Quando você ouve um aparelho de rádio, que está a ouvir uma única estação de rádio, em uma única frequência, mudando para uma estação de rádio diferente, você tem que mudar para uma frequência diferente. Isto é conseguido através do dial frequência na parte da frente do aparelho de rádio, mas porque você está ouvindo uma única estação de rádio, em uma única frequência, não significa que as outras estações em outras frequências não existem, certo.
A mesma coisa com os outros universos da Multiverso, eles estão em outras frequências diferentes do que nós e nós simplesmente não sabemos ainda.
Por que estamos na 3ª dimensão e eles estão na 5ª Dimensão?, Por que não o inverso?,
Simples: com base na sua perspectiva, eles nos veem como sua 5ª Dimensão e nós os vemos como nossa 5ª Dimensão. Mais uma vez, é apenas uma questão de perspectiva.
Os outros viajantes dimensionais vêm para a nossa dimensão usando algum processo de aceleração de partículas que dar-lhes a capacidade de saltar entre as dimensões, mas por que eles selecionaram a Inglaterra em primeiro lugar, e, em seguida, por que os campos?
A resposta é, a Inglaterra tinha todas as condições certas para uma das várias civilizações que existem no Multiverso para ser capaz de entrar em contato conosco através dos círculos nas plantações. Todas as respostas de como eles foram capazes de realizar essa mentira tarefa em um vasto circuito de energia pré-histórica.
A Inglaterra tem uma complexa rede de energia correndo em inter-relações com mamoas, sepulturas antigas e círculos de pedra ou henges, e todos os sites, henges, montes e círculos de pedra foram construídos em relação à água subterrânea ligada com linhas de energias.
Isto cria uma espécie de campo natural de força eletromagnética criada pela água, combinada com a presença de depósitos subterrâneos de quartzo. Além disso, os efeitos gravitacionais da Lua sobre a água, massa de terra e a acumulação de uma carga magnética elétrica a partir do quartzo produz uma descarga de energia periódica.
Os parafusos de energia dão as condições necessárias para essas outras civilizações dimensionais de serem capazes de começar a experimentar com o nosso universo e / ou planeta. (FOTO3)
Eles já começaram a enviar sondas aqui, a fim de saberem mais sobre as condições naturais e do nosso universo e planeta. As sondas são limitadas a uma semidome específico de energia, um círculo, em um campo onde eles têm verificado o parafuso de energia. (FOTO 4)
No esboço acima (FOTO 4), nossos olhos não seriam capazes de ver a sonda naquele momento, por causa da nossa limitação visual, de não ser capaz de ver as frequências entre ode infravermelho e o ultravioleta. É claro que se você fosse capaz de detectar o dispositivo usando o equipamento infravermelho ou ultravioleta, então você seria capaz de vê-lo.
Os fenômenos do círculo da colheita não começaram agora, ou até algumas décadas atrás, eles começaram há séculos e surgem cada vez mais e mais complexos. Normalmente detectamos a proximidade de um círculo por ionização do ar perto de si, ou seja, as alterações da temperatura e / ou de um som característico produzido por aceleração de partículas, quando eles são semi-estáveis para a nossa realidade.
Eles agora estão experimentando todo o planeta, sempre à procura de condições semelhantes para a Inglaterra para enviar mensagens, "mensagens muito particulares", usando cúpulas, que são fluxos de partículas do seu dispositivo de acelerador de partículas. (FOTO 6)
Muito em breve, eles serão capazes de fazer uma materialização total e existência real para a nossa realidade.”


FONTE: Pela Estudiosa Maria Helena Dias (FB page)

 

terça-feira, 17 de março de 2015

PALHA ITALIANA DIFERENTE...

 
 ESSA LEVA CREME DE LEITE ! DELÍCIA É POUCO !

Ingredientes:
- 1 caixinha (ou lata) de leite condensado (395g)
- 2 colheres (sopa) de creme de leite
- 2 colheres (sopa) de manteiga
- 2 colheres (sopa) de chocolate em pó (50% de cacau - utilizei o Dois Frades)
- 100g de biscoito Maizena (ou 20 biscoitos)

Modo de fazer:
- Em uma panela grossa coloque o leite condensado, o creme de leite, a manteiga e o chocolate em pó.
- Leve ao fogo médio mexendo sempre até desgrudar do fundo da panela.
- Com o brigadeiro ainda quente, acrescente o biscoito em pedaços. Misture.
- Coloque papel filme sobre a mesa e despeje o doce ainda quente. Ajeite até formar um quadrado e embrulhe.
- Leve à geladeira por 30 minutos.
- Em seguida, retire o papel filme e corte em quadrados.
- Se desejar, passe a Palha Italiana no açúcar de confeiteiro peneirado (Glaçúcar) e retire o excesso.

terça-feira, 10 de março de 2015